Gays Também Podem Ter Descendência

Nos Estados Unidos, perto de 37% da população lésbica, gay, bissexual e transsexual têm filhos, 60% dos quais são filhos naturais. Conforme com o Instituto Williams, casais gays com herdeiros têm, em média, dois.

Estes números podem não ser substânciais o suficiente para aguentar que riscos genéticos peculiares ao grupo sejam passados adiante, o biólogo evolucionista Jeremy Yoder lembra que durante grande parte da história moderna, pessoas homo não viveram vidas abertamente homossexuais.

Forçadas pela sociedade a casarem e terem filhos, suas taxas reprodutivas devem ter sido maiores do que são hoje.

Medir a quantidade de homossexuais que têm filhos também depende de como se define “ser gay”. Muitos dos homens heterossexuais que têm relações sexuais com os fa’afafine em Samoa casam-se com mulheres e têm .

“A natureza da atração pelo mesmo sexo mostra-se muito difusa quando temos uma perspectiva multicultural”, diz Joan Roughgarden, um biólogo evolucionista na Universidade do Havaí.

No Ocidente há mostras de que muitas pessoas passam por um experimento de movimento homossexual, mesmo que venham a ser principalmente heterossexuais.

Isso tornaria mais complicado declarar que pais que levam uma vida homossexual poderiam passar “genes gays” enfrente.

Nos anos 1940, o cientista de sexo americano Alfred Kinsey comprovou que apenas 4% dos homens brancos eram gays após a puberdade, mas 10% dos homens tiveram um período de atividade gay de 3 anos e 37% tiveram relacionamento com alguém do mesmo sexo em determinando instante de suas vidas.

Uma pesquisa nacional de atitudes em relação ao sexo elaborada na Grã-Bretanha em 2013 mostrou número mais baixos. Cerca de 16% das mulheres responderam ter tido alguma experimento sexual com outra mulher (8% fizeram contato na genitália) e 7% dos homens manifestaram ter tido alguma experimento sexual com um homem (5% fizeram contato nos orgãos genitais).

Mas a maior parte dos estudiosos pesquisando a crescimento gay estão mais atentos na existência de um modelo de desejo interno contínuo. Identificar-se como gay ou heterossexual não é tão importante, nem ter relações homossexuais com mais ou menor frequência.

“A autenticidade sexual e os comportamentos sexuais não são boas medidas da orientação sexual. Os afetos sexuais, sim”, diz Paul Vasey.

Saiba mais clicando aqui: como conquistar um gay

Formas de Energia Sustentável

Durante a história da humanidade, o uso da energia sustentável tem sido cada vez mais efetivo e primo na vida de todos. Com o avanço de novas tecnologias e o aparecimento de novas necessidades, aliado ao crescimento quase uniforme da população mundial, um dos grandes desafios hoje localizados é a com relação à disponibilidade futura de energia frente à litígio, principalmente devido ao extensivo uso de fontes não-renováveis e a exploração de grande escala dos meios disponíveis no planeta.

Diante dessa existência, novas fontes têm sido buscadas como forma não só de divergir a matriz energética dos países ao redor do globo, mas também desenvolver formas que busquem uma diminuição dos impactos, principalmente de ordem ambiental, causados pela polinização, seriação e uso de energia, sejam eles em maior ou menor escala.

É nessa aparência que surge a desavença da viabilidade de implementação de energias consideradas renováveis, com destaque para aquelas que permitam um alarido cada vez menor ao meio ambiente e à sociedade de um modo geral.

A desenvoltura de acesso da população à energia elétrica, sendo um serviço de organização (assim como saneamento básico e transportes, entre outros), é hoje encarada como uma das variáveis que determina o nível de auxése de uma nação.

Para satisfazer necessidades de iluminação, aquecimento, transporte, e a colheita e graduação de vários materiais feitos por empresas, é necessária uma obscura e complexa rede de energia.

Invista mais e clique nesse link: curso online instalador fotovoltaico

Conflagração da Cerveja Caseira no Brasil

Em Minas Gerais a transformação da cerveja artesanal iniciou em Juiz de Fora em 1861 com a advento dos alemães e retomou em 1998 com a da fábrica alemã da Mercedes-Benz. Hoje no Brasil, está acontecendo a chamada da cerveja artesanal, que consiste em uma maior cortesia do público em geral para com a bebida, os muitos estilos e a possível complexidade, assim recusando as cervejas de cervejarias grandes com tendências simples e elementar (consiste em transformar a cerveja no mais parecido de água possível manuseando o mínimo de lúpulo e malte, trocando-os por insumos de menor valor que assim barateiam o produto e danificam a qualidade, fazendo com que tais cervejarias incentivem o consumidor a ingerir as cervejas a temperaturas mais baixa do permitido para o estilo, camuflando assim seus defeitos esbranquiçados). Tal movimento torna-se evidente quando podemos perceber a quantidade de novas garrafas que estão a disposição no supermercado e que são elaboradas no Brasil. Os que aderem a tal atividade recusam-se a tomar cervejas produzidas em massa por grandes empresas industriais (cervejas mainstream) preferindo consumir cervejas produzidas manualmente como 2cabeças, Taubatexas, Bodebrown, Waybeer Candanga, Dum, Júpiter, Landel, Mal, Morada, Naif, Rio Carioca, Seasons, Urbana, entre outras.

No Rio de Janeiro, no ano de 2016, aproveitando o aquecimento do mercado de cervejas caseiras no Brasil, a cervejaria Rio Carioca se aventura, sendo a pioneira cervejaria artesanal do Brasil a apregoar um comercial em um canal aberto de televisão.

Até o final da década de 1830, a cachaça era a bebida alcoólica mais do Brasil. Além dela, eram importados licores da França e vinhos de Portugal, especialmente para atender à nobreza. Nessa época a cerveja já era engarrafada, mas num formato caseiro executado por famílias de estrangeiros para o seu próprio consumo.

A bebida ingerida pela população era a gengibirra, elaborada de farinha de milho, gengibre, casca de limão e água. Esse cozimento descansava alguns dias, sendo então vendida em garrafas ou canecas ao preço de 80 réis. Era também consumida a Caramuru, feita de milho, gengibre, açúcar mascavo e água, cuja junção fermentava em uma semana e no valor de 40 réis o copo.

A gengibirra era encontrada em botijas louçadas, que eram utilizadas na embalagem da cerveja preta inglesa. Amarradas com barbantes, as rolhas de tais garrafas arrebentavam quando abriam (daí o nome de “cerveja marca barbante”, como iriam ser chamadas as primeiras cervejas do Brasil).

Invista mais clicando aqui: como fazer cerveja em casa